Ciência Aberta – uma abordagem colaborativa para o processo científico

Ciência Aberta – uma abordagem colaborativa para o processo científico

Este Portal Multimodal/Multilíngue para o Avanço da Ciência Aberta tem por objetivo colaborar com um movimento que partilha da mesma denominação, isto é,  Ciência Aberta, e que consiste em “Uma nova abordagem do processo científico baseado no trabalho cooperativo e novas formas de difusão do conhecimento usando tecnologias digitais e novas ferramentas colaborativas […]” (EUROPEAN COMMISSION, 2016 apud BERBER SARDINHA et.al, 2021, p. 3). Há algum tempo, tal concepção vem se consolidando entre cientistas das áreas da tecnologia, computação e ciências naturais, porém, ainda é incipiente na área das humanidades. 

Sob esse panorama, o Portal Multimodal/Multilíngue pretende divulgar a Ciência Aberta na área das humanidades, não apenas compartilhando pesquisas e seus resultados, mas também disponibilizando e reunindo um conjunto de dados (verbais, visuais, verbo-visual, verbo-gestual) para que estudiosos tenham acesso a eles e os reutilizem em novas investigações, em diferentes áreas. Para tanto, esta plataforma fundamenta-se nos quatro princípios norteadores da Ciência Aberta: acesso aberto, dados abertos, fonte aberta e ciência cidadã.

Acredita-se que, com base nesses princípios, um novo paradigma científico se estabeleça para os pesquisadores e para sociedade em geral, tendo em vista que o acesso aberto e a disponibilização dos dados tornam públicas  informações pertinentes, que podem ser exploradas e reutilizadas pelos interessados em produzir novas pesquisas acerca dos assuntos, desde que resguardadas as questões éticas e legais.

No que tange à fonte aberta, há democratização do uso da tecnologia, diminuição do uso de programas sem a devida licença e acesso, sem ônus, a softwares e ferramentas, beneficiando um número maior de pessoas. No que diz respeito à ciência cidadã, o foco é tornar a investigação acessível ao público em geral, aproximando a sociedade dos cientistas e, consequentemente, de suas respectivas pesquisas.

Diante dos desafios enfrentados, principalmente pelos profissionais da área da saúde, testemunhou-se um exemplo de Ciência Aberta, da efetividade de cooperação entre cientistas, do compartilhamento de dados e resultados para o desenvolvimento de vacinas contra o Covid-19.

Conclui-se, portanto, que a Ciência Aberta é um movimento de progresso científico, que exige mudança de cultura entre os pesquisadores e  instituições para que a confiança na ciência seja cada vez maior.

Referências bibliográficas

BERBER SARDINHA, T.; MADUREIRA,S.; BRASIT, B.; SOUZA-E-SILVA, M.C.P.; CAMARGO, Z.; SPAGNUOLO, R.L.; BRAZ, A.A.B. Portal multimodal/multilíngue para o avanço da Ciência Aberta nas Humanidades. Cadernos de Linguística, v. 2, n.4, e406, 11 set. 2021 

EDITORIAL • Bakhtiniana, Rev. Estud. Discurso 17 (1) • Jan-Mar 2022 • https://doi.org/10.1590/2176-457356035. Acesso em 17 mai. 2022. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bak/a/xRnQ8JZnXy7fLhBLwnJL8tn/?lang=pt

PACKER, A.L. and SANTOS, S. Ciência aberta e o novo modus operandi de comunicar pesquisa – Parte II [online]. SciELO em Perspectiva, 2019. Acesso em 17 May 2022]. Disponível em: https://blog.scielo.org/blog/2019/08/01/ciencia-aberta-e-o-novo-modus-operandi-de-comunicar-pesquisa-parte-ii/

Portal da Ciência Aberta